Você está em O jogo

Modalidades de xadrez

Para aqueles que jogam xadrez como passatempo, ou para os leigos neste esporte, as partidas de xadrez são sempre disputadas entre dois jogadores diante de um tabuleiro.

O tabuleiro é dividido em 64 casas, ocupadas por 32 peças (16 brancas e 16 pretas), e o jogo termina quando um dos jogadores dá o xeque-mate.

Mas nesse esporte, nem sempre as partidas ocorrem dessa forma, e existem mais modalidades do que se possa imaginar à primeira vista. A começar pelo tempo de duração de uma partida, que pode variar entre alguns minutos até horas ou mesmo dias para que seja declarada terminada, por vezes sem que algum dos jogadores dê o mate.

Partidas jogadas por profissionais quase sempre fazem uso de relógios que regulam o tempo de cada jogador; em alguns casos um jogador pode jogar contra mais de um oponente em tabuleiros distintos; os tabuleiros nem sempre são quadrados e há modalidades de xadrez que contam com até 36 peças. É possível jogar xadrez sem ver o tabuleiro!

Veremos agora as diferentes modalidades de xadrez e as tantas possibilidades de tornar esse jogo mais interessante e desafiador.

Presencial

É a modalidade tradicional de xadrez, na qual os jogadores se encontram cara a cara diante do tabuleiro.

Virtual

É a modalidade na qual os jogadores fazem uso de computadores ligados à Internet ou em rede local, seguindo as mesmas regras do xadrez tradicional.

Relâmpago (Blitz)

É uma variação do xadrez tradicional na qual existe um limite de tempo de no máximo 15 minutos para cada jogador. Nessa modalidade os jogadores profissionais não precisam anotar seus lances.

Simultânea

Em uma partida de xadrez simultânea, o enxadrista joga contra mais de um adversário em tabuleiros diferentes.

Às cegas

Nessa modalidade um jogador não vê o tabuleiro, seja pelo uso de uma venda ou até mesmo em uma sala separada. A partida às cegas conta com a memória do enxadrista, que deve decorar a posição do tabuleiro e fazer suas análises mentalmente.

Postal

O xadrez postal ou epistolar, como também é conhecido, é uma modalidade de xadrez praticada à distância, por correspondência. A princípio, os enxadristas enviavam seus lances por meio de cartas ou cartões postais, mas com o passar do tempo e os avanços da tecnologia, hoje é possível fazer uso de e-mails, diminuindo significativamente o tempo de espera de uma resposta.

A notação para essa modalidade é diferente das notações do xadrez tradicional, principalmente por ser praticado por pessoas de todo o mundo, falantes de diversas línguas. O xadrez epistolar tem sua própria federação internacional (ICCFInternational Correspondence Chess Federation), e sua organização oficial no Brasil, reconhecida pela CBX (Confederação Brasileira de Xadrez), é o Clube de Xadrez Epistolar Brasileiro (CXEB), fundado em 1964.

Problemas

Os problemas de xadrez geralmente apresentam desafios para que o enxadrista dê um mate ou chegue a uma posição de vantagem a partir de um tabuleiro dado e com uma quantidade específica de lances. Os problemas mais comuns são aqueles nos quais o jogador deve dar o mate em dois lances, conhecidos como mate em 2.

Como referenciar: "Modalidades de xadrez" em Só Xadrez. Virtuous Tecnologia da Informação, 2013-2019. Consultado em 20/11/2019 às 20:04. Disponível na Internet em http://www.soxadrez.com.br/conteudos/modalidades_xadrez/