Você está em Material de apoio > Enxadristas

Alexey Shirov

Alexey Shirov, assim como todos os grandes enxadristas, começou a demonstrar suas habilidades ainda jovem, não tão jovem quanto Kasparov e Karpov, por exemplo, mas sua carreira se consolidou enquanto ele era ainda um iniciante no mundo do xadrez, um imiciante muito habilidoso, diga-se de passagem.

Shirov entrou para o cenário mundial do xadrez em 1988, quando aos 16 anos de idade ele venceu o torneio Sub-16, fazendo partidas brilhantes e jogadas precisas. Dois anos depois, em 1990, ele chegou até a final do torneio Sub-20, porém, dessa vez ele não conseguiu sair como campeão, ficou com um digno e merecido segundo lugar.

Como manda a tradição, um enxadrista só se torna realmente bom depois que se torna um Grande Mestre, e Shirov não fugiu disso, devido a suas partidas magnificas, em 1992 ele recebeu o título de Grande Mestre Internacional.

Após receber esse título, uma sequencia de grandes vitórias entrou na vida de Shirov, foram várias partidas que o seu brilhantismo entrou em ação e fez várias vítimas nos tabuleiros. Em um curto espaço de tempo ele empilhou várias vitórias em torneios, são elas:

- Torneio de Biel em 1991;
- Torneio de Madrid em 1997;
- Torneio Ter Apel  em 1997;
- Torneio de Monte Carlo em 1998;
- Torneio Mérida em 2000;
- Torneio Memorial Paul Keres em Tallinn em 2004 e 2005.

No ano de 1998, um pouco antes do torneio de Monte Carlo, Alexey Shirov chegou ao quarto lugar do ranking da FIDE, quarto lugar esse, que possibilitou ele a disputar inúmeras partidas contra os mais importantes enxadristas do mundo. A partida mais esperada que deveria ter acontecido era contra o fenômeno Garry Kasparov, o líder absoluto do ranking da FIDE, porém, por falta de patrocineo Shirov não pode fazer a disputa.

Em 2000, Shirov alcançou a final do Campeonanto do Mundo da FIDE em que perdeu para Viswanathan Anand.

Entre Maio e Junho de 2007 Alexei Shirov jogou o Torneio de Candidatos relativo ao Campeonato do mundo de 2007, vencendo na primeira ronda Michael Adams (+1-1=4, vencendo num playoff de rápidas) mas sendo eliminado na segunda, ao perder com Levon Aronian (+0-1=5).

Entrando nos méritos da sua vida pessoal, Shirov casou-se em 1998 com uma argentina chamada Verónica Alvares, logo após o casamento eles mudaram-se para a Espanha, na cidade de Tarragona, lá, Shirov conseguiu a sua cidadania espanhola. Após alguns anos de casado, Shirov e sua esposa se divorciaram, e ele voltou a morar na Letônia, país onde nasceu, ainda assim, ele continuou defendendo a Espanha nos torneios de países. Após dois anos morando no seu país natal, Shirvos casa-se com Viktorija Čmilytė, uma excelente Grande Mestre da Letônia.

Como referenciar: "Alexey Shirov" em Só Xadrez. Virtuous Tecnologia da Informação, 2013-2019. Consultado em 27/06/2019 às 00:36. Disponível na Internet em http://www.soxadrez.com.br/conteudos/enxadristas/p14.php