Objetivo
 Tabuleiro e Peças
 Movimentos
 Mov. Extraordinários
 Fases do Jogo

 História do Xadrez
 Dicas
 Escolas de Xadrez
 Enxadristas Famosos
 Glossário

 Modalidades de Xadrez
 Variantes
   Chaturanga
   Shatranj
   Xadrez Bizantino
   Xadrez Capablanca
   Grande Acedrex
   Jogo de Gala

 Fund. da estratégia
 Fund. da tática

 Notação algébrica
 Notação descritiva
 Notação numérica
 Notação Forsyth

 Partidas Analisadas
 Organizações
 Campeões Mundiais
 Eventos
 Títulos
 Biblioteca de Xadrez
 Curiosidades
 Fotos Históricas
 Papéis de Parede
 Vídeos
 Filmes
 Mitos
 Laifis de Xadrez
 Fale Conosco

 


 

 

Escola da Combatividade

Eis uma escola extremamente agressiva, praticamente a sua principal regra se resume em atacar, não importando a posição que esteja e a qualquer custo. O responsável por esse tipo de estratégia foi Pillsbury. Embora seja uma Escola que assuste quem está sendo atacado, a possibilidade de vitória de quem ataca está quase sempre ameaçada.

 

Escola Defensiva

Mundialmente, em qualquer tipo de disputa, dizem que a defesa é o melhor ataque, e assim foi com a Escola Defensiva. O responsável por essa escola dizia que uma defesa bem postada era impossível de qualquer ataque rompê-la, o que de fato é verdade, o Grande Mestre húngaro Maroczy, autor da idéia obteve várias vitórias e inúmeros empates com essa técnica, entretanto, não foram muitas pessoas, apreciadoras do xadrez que seguiram com a idéia. Hoje em dia é uma Escola um pouco esquecida.

 

Escola da Simplificação

Essa escola, diferentemente das outras, não tinha mistérios, nem elaboradas táticas,  os jogos dessa escola eram transparentes e as jogadas eram lógicas, raramente fugindo da obviedade do próximo movimento. Seu precursor foi O Grande Mestre Cubano Capablanca.

 

Escola Neo-Romântica

Escola de característica um pouco diferente das demais. Aqui, o objetivo não é fazer ataques diretos de maneira que, se chegue ao rei, e por conseqüência, ao xeque-mate, aqui é priorizado o ataque aos pontos fracos do adversário. Na Escola Neo-Romântica a vantagem posicional das peças no tabuleiro são consideradas a maior arma do jogador para com o seu adversário. O responsável pela criação dessa escola foi o Grande Mestre Russo Alexandre Alekhine.

 

Escola Hipermoderna

Essa é uma escola muito tática, seu autor, Breyer, implantou idéias que se referem a um jogo de bloqueio, ou seja, domina-se o centro sem que tenha peças postas no centro, tal condição é possível desde que o jogador coloque os bispos a atuarem diretamente desde os flancos.

 

Escola Positivista

Sem dúvida, o jogador que for adepto a essa escola, e for muito atencioso, raramente será abatido, pois a tática usada é jamais se arriscar, fazer apenas movimentos que sabe que poderá tirar algum proveito do adversário. Após alguns momentos do jogo chega-se ao auge da partida, o jogador cria inúmeras chances de acabar com a partida. O adversário é destruído com alguma tranqüilidade. O responsável pela Escola é Kashdan.

 

Escola Eclética

Atualmente os enxadristas mais completos do mundo são adeptos à Escola Eclética. Essa Escola mistura as referências de todas as outras escolas, o jogador que dominar com maestria tais táticas dessa escola será imbatível, pois terá inúmeras armas para combater as jogadas do seu adversário. O princípio da Escola Eclética deu-se logo após a Segunda Guerra Mundial, quando Botvinnik juntou todos os mestres da antiga União Soviética para dar início à mais completa das escolas.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Fale Conosco

Copyright © 2013-2017 Só Xadrez. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.